cidades-imperdiveis-no-peru

O que fazer em Cusco?

AndreaDicas de ViagemComentar

Cusco é um dos destinos mais famosos e requisitados do Peru. De mochileiros a turistas que pretendem fazer o pacote completo de atrações e pontos turísticos, a capital do Peru é comumente listada como o destino preferido de muitas pessoas ao redor do mundo. A cidade é milenar e possui inúmeras referências diretamente ligadas aos povos antigos que moravam na região. O Império Inca, por exemplo, fez de Cusco a sua capital milhares de anos atrás. Inúmeros templos, construções, casas e infraestrutura sobreviveram para contar a história da civilização e se tornaram um grande atrativo turístico da região.

Território de sobreposições culturais, Cusco já foi habitada pelos Incas, depois por Espanhóis e hoje por Peruanos que conservam com muito carinho seu passado. Tudo é História na capital peruana, as pessoas que habitam ali possuem profundo orgulho das suas origens milenares e fazem questão de passar para turistas e visitantes todos os seus rituais, arquitetura, arte, artesanato e paisagens de tirar o fôlego. Não podemos esquecer, contudo, da sua culinária espetacular, da atmosfera única encontrada em cada passeio turístico e do ótimo clima ameno da região que faz cada dia de viagem valer a pena.

Se você está se perguntando o que fazer em Cusco, acredite, a lista pode ser interminável! Separamos oito pontos turísticos que fogem um pouco do óbvio da região e que valem ser incluídos na sua lista de atividades. Conheça um pouco mais sobre esta cidade enigmática, histórica e profundamente cultural a seguir:

Plaza de Armas

Linda, totalmente decorada e no centro de muitas alternativas de visitação turística, a Plaza das Armas é uma atração bastante procurada por turistas. Ali é uma região de intensa movimentação, atraindo lojinhas de souvenirs e artesanato local, além de render fotos maravilhosas para as redes sociais! A Plaza de Armas era o centro administrativo do Império Inca e se transformou nesta praça após a invasão espanhola. Hotéis, restaurantes e casas de câmbio estão por todo o redor da praça, sendo ótimo para passar o dia.

Basílica Catedral de Cusco

Se pudermos te dar uma dica, esta dica seria conhecer a Basílica Catedral de Cusco. Suas três naves e 12 capelas são facilmente identificadas de longe pelo seu tamanho colossal. Riquíssima em detalhes arquitetônicos, quadros, ouro, prata e imagens de época, se você é daqueles turistas que amam turismo arquitetônico, passará horas na Basílica. Sendo católico ou não, a visita na igreja é quase obrigatória a todos que vão conhecer a cidade de Cusco. A entrada é paga, ok? São 16 reis ou, convertendo, 25 Soles.

Ruínas de Pisac

A cidade de Pisac tem em seu território um dos maiores sítios arqueológicos do Vale Sagrado dos Incas. Há 33 quilómetros de distância de Cusco, as ruínas de Pisac são consideradas um dos mais belos centros monumentais dentre os sítios arqueológicos. Seu acabamento é impecável e visitar a região cheia de ruínas construídas em montanhas super íngremes, é imperdível. São inúmeros túneis, pontes, depósitos, torres e templos que dão a ideia de como eram construídas as cidades do Império Inca e como a sociedade da época se organizava. Não deixe de conhecer a praça central de Pisac!

Qoricancha

Também conhecido como o Templo do Sol, o Qoricancha era um local destinado às cerimônias e estudos que focavam na astronomia e matemática. Para quem gosta de turismo de arquitetura, cultura e história, o Templo do Sol é uma ótima pedida. A entrada custa apenas 10 soles, ou 6 reais, e você tem acesso a todas as dependências, acervo artístico e cultural de Qoricancha. Se voltarmos ao período de ouro do Império Inca, o Templo do Sol tinha a importância que hoje damos ao Vaticano! Antes da chegada dos espanhóis na região, as paredes que cercavam o templo estavam totalmente cobertas de lâminas de ouro sólido. Dá para imaginar?

Parque Arqueológico de Saqsaywaman

Dos passeios descritos até o momento na nossa lista este é um dos mais caros, com a entrada custando 130 soles, ou 86 reais. Porém, o investimento é muito válido. O Parque Arqueológico de Saqsaywaman tem mais de 10 mil anos de história no seu território, sendo utilizado pelos Incas como um centro cerimonial e zona sagrada. A mais de 3600 metros de altura, este parque arqueológico foi todo construído por pedras gigantescas. Mais um lugar ótimo para fotos e lembranças da viagem.

Ollantaytambo

Ollantaytambo é um povoado muito antigo que está localizado entre as Águas Calientes e Cusco. Um prato cheio para quem ama história, gastronomia local e cultura por todos os lados. As ruas e paredes das vielas da cidade são feitas de pedra, o que cria uma atmosfera única e especial. Ao andar pelas ruas de Ollantaytambo você terá a sensação de que voltou à época do Império, com mulheres de vestimentas típicas passando por todos os lados. Os trajes vibrantes e típicos do Peru rendem fotos e lembranças lindas do povoado.

Salinas de Maras

Um dos pontos turísticos mais conhecidos de Cusco são as Salinas de Maras. Isso porque são compostas por mais de 3 mil salinas e mais de dois mil anos de existência! Os números são tão impressionantes quanto a vista da região quando você passa por lá. O local é a renda de muitas famílias do entorno, que retiram o sal para a comercialização. Assistir as técnicas milenares aplicadas pelos peruanos para esta retirada é uma mágica à parte. Não deixe de incluir as Salinas de Maras no seu roteiro turístico.

Viagem com a Portofino Turismo

O que acho desta região profundamente histórica localizada pertinho do Brasil? A Portofino Turismo vai te ajudar a conhecer cada ponto turístico localizado em Cusco e tirar todo o potencial desta viagem enigmática e inesquecível. Com profissionais qualificados para identificar suas vontades e seu estilo de turista, a Portofino Turismo está pronta para viver com você este sonho. Entre em contato conosco e descubra o Brasil e o mundo com segurança, planejamento e momentos incríveis. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *